GINECOLOGIA

O QUE É A PSIQUIATRIA?

QUANDO DEVO PROCURAR UM PSIQUIATRA? Na maioria das vezes só reconhecemos os sinais e sintomas das doenças quando notamos os prejuízos que elas provocam; isso, também, se encaixa no campo da psiquiatria. Mudanças frequentes de humor, baixo rendimento no trabalho ou nos estudos, afastamento dos amigos são sinais de que está na hora de você […]

PREVENÇÃO AO SUICÍDIO

COMO PREVENIR?      Tentativas de suicídio devem ser encaradas como um grito de socorro, motivado pelo desejo de falar dos sentimentos que sufocam e impedem essas pessoas de levarem uma vida feliz. Elas não sabem se preferem viver ou morrer, ou se preferem as duas coisas ao mesmo tempo. É preciso ouvir essas pessoas, sem […]

DOENÇAS DE INVERNO

Com o início do frio, a concentração de pessoas em locais fechados aumenta e, consequentemente, a propagação de inúmeros vírus e bactérias responsáveis por causar diversas doenças nos seres humanos se torna mais fácil.

No inverno o ar torna-se seco e frio, o que o deixa carregado de partículas, como, por exemplo, poeira e poluição, fazendo com que nosso sistema respiratório precise trabalhar mais. Com o aumento do frio, nos mantemos mais tempo dentro de casa e o contato com germes, que são a receita perfeita para um resfriado, se torna maior.

Sendo assim, confira abaixo as 7 doenças de inverno mais comuns.

Gripes e resfriados

Gripes são as infecções das vias respiratórias superiores, como nariz e garganta. Elas são causadas por vírus do tipo Influenza, e entre os sintomas estão: febre, de aproximadamente 37,8ºC, dor de garganta, dor nos músculos e articulações, secreção nasal e coriza que podem  durar entre 5 e 7 dias.

Os resfriados são o mesmo tipo de infecção das gripes, entretanto, apresenta-se de forma mais leve. São causados por vírus, como o adenovírus e o rinovírus. Entre seus sintomas estão:  coriza, espirros, dor de garganta e conjuntivite, que podem durar em média de 3 a 5 dias.

Como tratar?

Não há nenhum tratamento específico para gripes e resfriados. Nestes casos, a recomendação é permanecer em repouso, usar analgésicos para aliviar a dor, além do uso de descongestionantes e lavagem nasal para reduzir e remover as secreções.

 

Rinite alérgica

É a inflamação da mucosa que reveste o nariz. Causada por reação alérgica, que provoca sintomas como espirros, coriza e coceira no nariz. Estes sintomas podem durar de alguns minutos até vários dias.

As causas que provocam alergias podem variar para cada pessoa. Geralmente são causadas pelo pólen de plantas, poeira, ácaros ou pêlos de animais.

Como tratar?

Por se tratar de uma condição crônica, não possui cura. Existem alguns tratamentos que podem ajudar no tratamento e controle dos sintomas como, por exemplo, os anti-histamínicos e os corticoides nasais.

Sinusite

É a inflamação da mucosa dos seios da face (estruturas que ficam ao redor do nariz), causando sintomas como, por exemplo, dor nesta região da face, secreção nasal e dor de cabeça. Ela é causada, principalmente, por infecções virais, por vírus de gripes e resfriados e por alergias. Uma pequena parcela é causada por bactérias.

Como tratar?

Orienta-se, nos casos de sinusites, o uso de anti-histamínicos, anti-inflamatórios, descongestionantes e lavagem nasal com solução salina. O uso de antibióticos é indicado apenas quando há suspeita de infecção por bactérias.

 

Pneumonia

Acontece quando a inflamação e infecção das vias respiratórias atingem os pulmões. Na maioria das vezes causadas por bactérias, vírus ou, até mesmo, por fungos. Os sintomas mais comuns da pneumonia incluem tosse com catarro (amarelo ou esverdeado), febre de cerca de 38ºC, e pode causar ainda, em casos de infecções graves, falta de ar, dificuldade para respirar e respiração ofegante.

Como tratar?

O tratamento para a pneumonia depende da causa. Na maioria das vezes é feito, sob orientação médica, com o uso de antibióticos e analgésicos em casa. Nos casos mais graves, nos quais haja sinais de alerta como, por exemplo, a oxigenação do sangue prejudicada, confusão mental ou insuficiência dos rins, pode se fazer necessária internação para aplicação de medicamentos na veia ou uso de oxigênio.

 

Otite

É a infecção da garganta, que pode migrar até o ouvido. Na maioria das vezes, causada por vírus ou bactérias. Pode causar dor no local, febre e secreção, sendo mais comum em crianças.

Como tratar?

Recomenda-se, sob orientação médica, o uso de analgésicos, como Paracetamol ou Ibuprofeno. O uso de antibióticos é recomendado apenas quando há suspeita de infecção bacteriana.

 

Asma

Crises asmáticas costumam acontecer em pessoas predispostas e que possuem doença inflamatória dos pulmões. Podem ser desencadeadas por fatores alérgicos como, por exemplo, frio e poeira. Apesar de também acontecerem em adultos, estas crises são mais comum em crianças e causam sintomas como chiados no peito, falta de ar e tosse.

Como tratar?

O tratamento é feito com a orientação de um médico pneumologista, e pode envolver, por exemplo, o uso de broncodilatadores e corticoides.

 

Meningite

É a infecção, causada por vírus, bactérias, fungos e parasitas, das membranas que envolvem o cérebro. Provoca sintomas que podem surgir de forma repentina acompanhados de febre alta, dor de cabeça forte, dores no corpo e vômitos. Apesar de também acontecerem em adultos, apresentam-se mais facilmente em crianças. A forma de contágio se faz através do contato com gotículas de saliva do indivíduo contaminado através da tosse, espirro ou fala.

Como tratar?

Nestes casos, o tratamento depende do tipo de microorganismo causador da doença. Para estes casos, o médico costuma prescrever o uso de antibióticos injetáveis como a Penicilina, analgésicos e anti-inflamatórios.

 

Não é apenas o ato de tomar o remédio, sem recomendação médica, que pode trazer riscos à saúde. Utilizar doses em excesso, administração inadequada e o uso para fins não indicados também trazem consequências perigosas. Por este motivo, antes de utilizar qualquer tipo de medicamento, procure um profissional qualificado para lhe auxiliar.