Erros que prejudicam a qualidade da escova de dentes

Manter hábitos ruins com a higiene da sua escova de dentes pode ser prejudicial para a sua saúde. É importante manter alguns cuidados como trocar a escova de dentes, armazená-las em locais apropriados, entre outros cuidados.

Veja alguns erros que muitas vezes são cometidos na hora de armazenar a escova de dentes.

Guardar todas as escovas da família juntas

Essa prática, apesar de ser prática não é muito indicada, uma vez que um objeto pode contaminar o outro, o ideal seria armazená-las separadamente.

Compartilhar escova de dentes

O seu uso compartilhado favorece a transmissão de doenças infecciosas, portanto é essencial que cada pessoa possua a sua.

Deixar a escova de dentes na pia do banheiro

O banheiro é o lugar mais contaminado da casa. Existem pesquisas que comprovam que pode haver coliformes fecais nas escovas de dentes que ficam expostas no banheiro.

Higienizar incorretamente

Muitas pessoas podem esquecer que as escovas precisam ser lavadas e higienizadas. Ela deve ser lavada em água corrente, é depois deve-se sacudi-la bem para tirar o excesso de água, e nunca secar com a toalha, o ideal é limpá-la todos os dias com antisséptico bucal.

Deixar de trocar com frequência

O ideal é realizar a troca da escova a cada três meses ou quando as cerdas estiverem danificadas. Porém tem que ter cuidado, pois muitas pessoas trocam o objeto por estar danificado, mas muitas vezes isso se deve a força que foi utilizada durante a escovação, que além de danificar a escova, pode causar retração gengival.

Fonte: Minha Vida

 

Apendicite: saiba mais sobre essa condição

Apendicite é uma inflamação no apêndice, que se localiza próxima aos lado direito do intestino grosso. Esse problema se dá quando um corpo estranho, como pequenas porções de fezes, um parasita ou até sementes de frutas, obstrui essa estrutura, causando um inchaço e o aparecimento de um abcesso em sua ponta. Quando há essa secreção, acaba favorecendo a proliferação de bactérias.

Alguns sintomas são dores abdominais constantes na região do umbigo, inchaço abdominal, febre, vômito, entre outros.

Fatores de risco

A condição pode ocorrer com pessoas de qualquer idade, sendo mais frequente entre 10 é 30 anos. É importante buscar ajuda médica sempre que haver uma dor abdominal aguda, especialmente se ocorrer em uma criança, que tem dificuldade de explicar o que está sentindo.

Prevenção

Uma dieta rica em fibras, frutas e verduras pode ajudar a diminuir o risco do estacionamento de secreções no apêndice, uma vez que apendicite é um problema associado ao funcionamento do intestino.

Diagnóstico

Além do relato dos sintomas, o médico irá apalpar a região mais baixa à direita do abdômen, se ocorrer uma dor intensa nesse momento, pode-se indicar a presença de uma inflamação. Ainda, é solicitado um hemograma, que irá indicar se há mesmo a infecção. Ultrassom, radiologia e tomografia também são exames que podem auxiliar na exploração.
Tratamento

Para receber o tratamento adequado é essencial consultar com um médico especialista. Ele poderá receitar antibióticos, porém o único método com 100% de garantia e a extração do apêndice. Se sentir qualquer sintoma busque um médico e resolva seu problema.

Fonte: Saúde Abril

Benefícios do consumo de água

A água possui diversos nutrientes que são essenciais para o organismo, além da abundância de benefícios para a saúde. Com um consumo regular de água há uma melhora geral na saúde. A quantidade de água que consumimos diariamente tem um papel  essencial para o bom funcionamento é saúde do corpo.

Digestão e prisão de ventre

Ingerindo uma quantidade significativa de água diariamente aumentamos a taxa metabólica, o que significa que os alimentos que consumimos se decompõem apropriadamente. O que ajuda o sistema digestivo a ter um bom funcionamento, prevenindo assim, a prisão de ventre.

Pele saudável

A água auxilia na reposição de tecidos da pele, a hidratá-la e com o aumento da elasticidade. Quando ingerimos quantidade suficiente de água a pele fica hidratada é refrescada . Além disso, ela ajuda a pele a curar cicatrizes, acne, rugas e outros sintomas de envelhecimento.

Sistema imunológico

Ao receber a quantidade adequada de água o organismo melhora seu sistema imunológico. Assim, o corpo tem maior capacidade de lutar contra algumas doenças, como gripe, cálculos renais e ataque cardíaco.

Alívio da fatiga

Com um consumo de água baixo é comum se sentir constantemente cansado. A água elimina toxinas que não necessitamos e que podem prejudicar nossa saúde. E quando há pouca quantidade de água no corpo o coração necessita trabalhar mais, bombeando o sangue oxigenado a todas células e outros órgãos principais. Esses fatores fazem com que o corpo fique cansado pela baixa quantidade de água.

Dores de cabeça e enxaqueca

Em diversos casos de enxaqueca a principal razão e a desidratação. Logo, quando sentir dores de cabeça beba água, e veja se isso irá resolver o problema mais rapidamente.

Esse são só alguns benefícios que o consumo diário de água vai trazer para o seu organismo. Lembre de consultar um especialista se possuir algum problema mais grave.

Fonte: Melhor Com Saúde