Déficit de Atenção: Um transtorno neuro-comportamental

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é uma síndrome que se caracteriza pela distração, agitação/hiperatividade, impulsividade, esquecimento, desorganização, entre outras.

É normal que as pessoas apresentem estas características. Entretanto quando são muito intensas, pode ser algo mais sério, como o TDAH. Se este for o caso, é importante consultar um especialista para diagnosticar e tratar, assim, prevenindo e aliviando.

Causas do Transtorno de Déficit de Atenção

O TDAH é um transtorno associado a uma disfunção em áreas do córtex cerebral, o qual é conhecido como Lobo Pré-Frontal. Quando tem seu funcionamento prejudicado tem-se dificuldades com a concentração, memória, hiperatividade e impulsividade, assim, dando origem ao TDAH.

Ao estudar, ler e praticar outras atividades que exigem concentração, o cérebro aumenta os níveis de ativação, para desempenhar todas exigências. Em casos de TDAH uma quantidade significativa de neurônios pulsam mais lentamente que o desejado, principalmente quando é exigido mais esforço mental e, como consequência, maior ativação.

Diagnóstico para TDAH

Apenas com um diagnóstico claro e possível encontrar tratamentos eficazes, considerando as necessidades de longo prazo, e sem comprometer as necessidades de curto prazo. Os cuidados são indispensáveis em caso de suspeita de TDAH, pois existem outros problemas que podem se assemelhar com seus sintomas.

Outra situação que se deve ter atenção durante o diagnóstico de TDAH, é a chance de ocorrer outros problemas ao mesmo tempo, isso é chamado de comorbidade, esses quadros tornam o processo de diagnóstico mais complexo. Essas comorbidades devem ser contempladas nos tratamentos, a fim de alcançar os resultados esperados.

Tratamentos

Com o passar dos casos, ficou cada vez mais claro que o Transtorno de Déficit de Atenção não é apenas uma disfunção cerebral. Assim, os tratamento apenas com medicamentos foram constatados como insuficientes para chegar aos resultados. Existem vários tratamentos que podem ser utilizados para atender as necessidades específicas.

Fonte: Instituto Paulista de Déficit de Atenção

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *